05/05/2007

97


_Aqui é perfeito para um pic-nick. *Tohru sorri enquanto põe a toalha no chão,na sombra de uma arvore proxima a um rio*

*Aya senta emcima da toalha recem colocada*_Vamos,meus jovens,ao trabalho!Preciso me deleitar apreciando a imagem de vossa amada Laidy Tohru *Recebe um soco do Yuki e um do Kyo ao mesmo tempo*

_hã? *sem entender nada,colocando as coisas*

------------------\o\---------------\o/----------------/o/---------------

_Vamos...coma algo...

*revirando a comida*_Tô sem fome

*Pega a colher e põe comida*_Vamos...abra a boca.

_O que pensa que está fazendo???*vermelha*

_Tratando de você.Agora abra a boca.

*Abre a boca*#Talvez eu deva deixar-me envolver pelo menos por hoje...se bem que eu poderia me acostumar com isso...#

------------------\o\---------------\o/----------------/o/---------------

*Mine acha melhor não perguntar sobre o dialogo*_E então?Já que começará a frequentar a loja terá que se vestir melhor...vamos TROCAR DE ROUPA *óculos e sorriso brilhantes*

_Eu acho que não é necessário...*sendo empurrada,Saí com um vestido semelhante ao que a tohru usou...*

_Não,não é original...

By Luisa

03/05/2007

96


-Com você nada! Mas com a Tohru sim. Vamos cariño, vamos fazer um pic-nick. *Aya pega na mão da Tohru* E se a senhorita quiser ainda podemos tomar aquele banho no rio pela...

-AYAME, CALA ESSA BOCA AGORA MESMO. PORQUE CÊ SEMPRE FALA ESSAS ASNEIRAS PARA ELA. Ô SUA TONTA! MANDA ESSE CRETINO IR PASTAR TAMBÉM!

-Ayame, tenha mais respeito com a Honda. Toda vez tenho que lhe falar a mesma coisa? #Sim me arrependi de ter-lo convidado#

-Vamos Kyo. Vamos fazer o nosso primeiro pic-nick juntos. O senhor não falou que nunca tinha feito um pic-nick também.

*Ao ver aquele sorriso da Tohru depois de haver lembrado mais uma vez da conversa que eles tiveram no telhado não consegue lhe dizer um não* -Tá vamos....

#Bem que ele podia ficar aqui em casa. Gostaria de ter a Tohru só para mim hoje assim como ele a teve ontem# *Yuki não consegue disfarçar que não gostou da resposta do Kyo*

-Hummm, aconteceu alguma coisa Yuki?

-Hã? Não Honda estou bem. Ah! O Hatori pedi para avisar que vamos embora hoje a noite.

-Hai! Então vamos até a cozinha preparar a cesta.

*Ayame aproveita a distração dos meninos na cozinha e vai até o jardim*

-Olá meu bombonzinho! Como a minha flor está?

-Chefinho. Estava nesse instante mesmo pensando no senhor

-Estou voltando hoje a noite mesmo. Sinto muitas saudades. E a senhorita Kana? Ela gostou da nossa loja?

-sim, gostou muito. Ela vai morar aqui em frente mesmo. É uma pessoa muito gentil. Tivemos uma longa conversa ontem a noite

-Acho que a sua amizade lhe fará bem. Até a noite.

-beijinhos chefinho

95



#Porque? Porque ele foi me ligar justamente agora? Aí Hatori, porque me ligou?# *Mayu deixa o celular cair no tapete do quarto, se senta no chão e abraça as pernas* #Porque? Justamente agora que eu até estava começando a me deixar interessar por uma outra pessoa. Não Mayu, você nunca vai deixar de amar esse homem. Pára de se iludir# *Mayuko se deita no chão e deixa algumas lágrimas caírem* #Porque fui me apaixonar por ele? Eu já sabia que ele tinha alguém em seu coração, mas mesmo assim me apaixonei. Sofro por ele e ele nem imagina o que sinto por ele. Estou aqui chorando agora por ele e ele nunca irá saber disso#

---***---

-O que??? O meu adorado irmão me convidando para um passeio??? EU NÃO ACREDITO!!! Ou como dizem os espanhóis NO LO CREO!

-Você vem ou não? #Já me arrependi do convite#

-Por supuesto que sí!

*Ayame e Yuki caminham pelo jardim onde está Shigure e Akito a conversar, mas não falam com eles indo direto para a casa dos colonos*

-Olha lá! Nem vieram aqui falar comigo. Aposto que vão ver aquela garota insuportável.

-Akito! Tente pelo menos por hoje se esquecer dos outros e aproveite o dia comigo. Vamos, você precisa comer alguma coisa. Tirei-lhe da mesa para lhe entregar essa flor e agora entrar. *Shigure arruma os seus cabelos de Akito tirando alguns fios que estavam em seus olhos*

---***---

-Será que a jovem donzela está em casa?? *Ayame meio que 'canta' da porta.

-Senhor Ayame, Yuki que bom que vieram.

-Como a senhorita está? Passou a noite no telhado novamente? *Yuki se sente envergonado depois de ter feito a pergunta*

-Ahahah. Essa noite não, o Kyo não estava se sentindo muito bem. Mas foi uma pena adoraria ter visto o sol nascer novamente com ele.

*Tohru em todo o momento está com um sorriso nos lábios e o Kyo que escuta a conversa escondido na cozinha deixa transparecer um sorriso que por pouco não é visto pelo Ayame*

-Aham! Então é aqui que está o nosso Kyon-kitty?

-O que cê quer comigo? *Volta a ficar com a cara fechada*

94


*Hatori se senta no sofá e fica um pouco sem jeito porque o Yuki está em pé na sua frente*

-Senhorita Kana. Está devidamente instalada já? #é melhor eu mudar de assunto, não posso falar com ela agora#

-Sim, já encontrei um quarto aqui em frente a loja do senhor Ayame. Acho que não dá para o senhor falar agora, mas repito, não vou te perder novamente, até logo.

-Até amanhã. *Hatori desliga o celular*

-Yuki, do mesmo jeito que eu sou a babá do seu irmão, o Shigure é a babá do Akito. Um dia irá entender melhor a situação entre eles. Mas agora eu acho que você deveria aproveitar que o patriarca está de bom humor e ir visitar a Honda. *Hatori lhe sorri*

-Sim tem razão! Vou visitar a Tohru e vou levar a Ayame, pelo menos para aborrecer aquele baka neko ele serve.

-E os avise que vamos voltar hoje a noite está bem. *Yuki faz um sim com a cabeça e saí*

#Não, isso não pode estar acontecendo. A Kana não pode estar falando sério. Não quero ser obrigado a apagar a memória dela novamente. Meu pai já me falava que esse método era para ser usado apenas uma vez. Eu não posso me iludir.# *Hatori passa a mão no corte feito por Akito a dias atrás em seu consultório* #Preciso de ajuda# *Pega novamente o celular*

-Mayuko, como está?

-É você mesmo Hatori? Aconteceu algo com a Kana? *Mayuko que foi atender pensando que era o Kureno se senta na cama tamanho foi o susto*

-É exatamente sobre ela que eu quero conversar com a senhorita. Não tive uma oportunidade para conversar com você aqui. Será que poderíamos nos encontrar amanhã?

-Ah, claro. Claro que podemos.

-Então lhe encontro às 17hs na livraria dos seus pais, está bem?

-Sim, até amanhã

#Algo me diz que a Mayuko é a pessoa com quem eu mais posso contar agora para me ajudar com a Kana. Elas são amigas a muitos anos, a Mayuko vai lhe aconcelhar a me tirar de sua cabeça e a voltar com o seu noivo. Sim, a Kana deve se casar com ele. Não quero a ver ferida pela Akito. Por mais que a ame, ela não será feliz ao meu lado#

93


_ hahaha... *Shigure da um sorriso com a retirada nada discreta de Ayame* Estou feliz que você saiu daquele quarto.

_ Eu não sei se vai ser agradável ficar aqui fora. Aqui venta, é frio... E todos ficam me vigiando..

_ Você é o patriarca, é comum ser admirado por todos. *Shigure da um sorrisinho*

_ Você sabe muito bem que não é admiração o que eles sentem por mim. *Akito continua séria, reparando em todos os cantos da sala pra se certificar que ninguém além de Shigure a ouve*

_ Se você plantar o medo nas pessoas.. Elas sentirão medo de você. *Akito o observa, e ele levanta da mesa, logo estendendo o mão pra ela* Vamos, você prometeu que daria uma volta lá fora. Tem algo que quero te mostrar. Akito segura a mão dele e logo se levanta, o seguindo até o lado de fora da casa, no jardim*

_ Então, pra que me trouxe aqui? *Shigure vasculha entre as folhas, e acha o que procurava*

_ Lembra? *Lhe entrega uma flor vermelha, a mesma que tinha no jardim da casa sede. Akito pega a flor, e a admira. Dá um sorriso, e abraça Shigure*

_ Eu não quero que todos me odeiem. Eu não quero que eles sintam medo de mim!

_ Nós vamos mudar isso. Se você realmente quiser, é claro. *Os dois se soltam e caminham de mãos dadas pelo jardim*

~~~~~~~~^.^~~~~~~~~~~

_ Bom dia senhorita Kana! *Mine acorda Kana que ainda estava dormindo*

_ Me.. Me desculpe! Perdi a hora completamente! *Kana se levanta num pulo a arruma a cama correndo* Senhorita Mine..

_ Pois não?

_ A senhorita se importa.. Que eu faça uma ligação para o Hatori? *Mine apenas lhe sorri e acena com a cabeça. Logo sai do quarto pensando que a conversa de ontem realmente fora proveitosa*

#A Mine estava certa. Se eu não mudar meu comportamento, não serei digna de ter o amor do Hatori# *Kana pega o telefone e disca*

_ Alô? *Hatori não reconhece o número*

_ Hatori? Preciso falar com você.

_ Kana? Aconteceu alguma coisa?

_ Não importa o que aconteça, mas eu lutarei por você. Até o fim. *Hatori fica mudo no telefone*

By Thata Srta Rainey

92


*Yuki pergunta ao finalmente notar que a mesa estava incompleta. Hatori e Ayame se entreolham, mas Yuki ainda está sonolento o suficiente pra reparar*

_ Shigure.. Ainda está deitado. *Hatori responde enquanto se serve de um pouco de café*

_ Não está mais ^^ *Ayame completa a frase enquanto vê Shigure descer as escadas seguido por Akito, e Yuki cochicha*

_ Akito vai comer com a gente? Eu não acredito...

_ Shhh, quem cochicha o rabo espicha! *Ayame o reprende baixinho*

_ Bom dia a todos. *Shigure entra na sala e logo ocupa um lugar à mesa*

_ Senhor Akito. Se sente disposto pra sair do quarto?

_ Bom dia Hatori, Ayame. Bom dia Yuki. Sim, acordei muito bem disposto. Acho até que darei uma volta no jardim depois que comer alguma coisa. *Akito não demonstra muita felicidade, apesar de senti-la*

_ Que bom, esse ar do campo vai lhe fazer bem. *Hatori termina de falar e levanta da mesa* Eu vou para o escritório ver algumas coisas de trabalho. Com licença. *Yuki se levanta logo após Hatori*

_ E eu acho que me resfriei ontem. Hatori, pode me examinar um instante?

_ Claro, Yuki. *Os dois se retirar para o escritório*

~~~~~~~~^.^~~~~~~~~

_ Vamos, o que quer saber, Yuki?

_ Ahn? Eu? *Yuki tenta disfarçar, mas vê que não adiantou*

_ Você não deu um espirro, não está caído. Não tem o menor sintoma de resfriado. Me trouxe até aqui pra perguntar alguma coisa, certo?

_ Hum... *Yuki da meia volta na sala, pensando em como começar* Sabe Hatori... O único de nós 12 que consegue deixar o Akito de bom humor é o Shigure. *Hatori finge que não entendeu e senta-se na poltrona* E.. Eu tive a impressão que o Akito.. Bom, eu tenho certeza que o Akito dormiu no quarto do Shigure. *Hatori olha espantado pra ele* Eu sei que não é da minha conta nem nada.. Se não quiser responder, não responda, mas... O Shigure e o Akito tem alguma coisa em especial, não tem?

~~~~~~~~^.^~~~~~~~~~

*Ayame finalmente percebe que está sobrando na mesa e se levanta*

_ Bom, vou dar as ordens na cozinha! com licença!

By Thata Srta Rainey

91


-> Amanhece um lindo dia ensolarado

*Kyo acordou mas não levantou da cama, está lembrando da noite passada*
#O... O que eu fiz? Eu quase.. Quase beijei ela! Alias! Eu não fiz nada! Absolutamente nada! Ela que caiu em cima de mim e.. Se eu não tivesse me transformado.... Eu teria empurrado ela pro lado e voltado pra casa! É claro!# *Kyo pára e observa um passarinho que pousou na sua janela* #É mentira... É tudo mentira.. *Se levanta e fica sentado na cama, espantando o pássaro que voa janela afora* Talvez fosse melhor acabar com isso de uma vez.# *Kyo se levanta e sai do quarto. Tohru está na sala, varrendo o piso, quando vê Kyo descendo as escadas*

_ Bom dia senhor Kyo! *Ela acena sorridente* Me desculpe novamente por ontem e-

_ Não foi nada. Sabe Tohru, você teve noticias da Uotani?

_ Ahn? Da Uo-chan? *Tohru pergunta sem entender a pergunta anterior*

_ É. É que eu... *Kyo vira pra não encara-la* Eu estou com saudades dela.

_ É mesmo? Também estou! *Tohru fala sorridente, sem perceber nada*

_ Vou tomar um leite na cozinha. *Kyo sai da sala deixando Tohru ainda varrendo*
#Que engraçado! *Tohru pensa sorrindo* O senhor Kyo com saudade da Uo-chan! Não pensava que eles eram tão amigos. Ah! *Seu sorriso se apaga ao pensar numa segunda possibilidade* ...Será que o senhor Kyo.. Está gostando da Uo-chan?#

#Aquela tonta nem deve ter entendido nada. *Kyo da um gole de leite na caixinha* Ou vai ver eu estava enganado.. E ela não quer nada comigo. Mas também, que idéia a minha. Daonde que eu fui tirar que a Tohru pudesse gostar de mim?#

~~~~~~~~^.^~~~~~~~~~~

_ Bom dia Tori-san! Nossa, que linda visão logo pela manhã! Meu amado irmão já está de pé e tomando seu café real? É explendido!

_ Bom dia, Ayame. *Hatori aponta um lugar para Ayame*

_ Bom dia. *Yuki morde uma maçã*

_ Yukinho, sabia que este é o fruto do pecado? Enfim provaste o fruto proibido! *Ayame fala sorridente enquanto aponta pra maçã. Hatori finge que não ouviu e Yuki desvia o olhar*

_ Cadê o Shigure?

By Thata Srta Rainey

90


*Mayuko fica muito surpresa com o convite* #E agora o que lhe respondo?? Vamos Mayuko o que você tem a perder? Você não gostou da companhia dele? Não se divertiu? Então aceita sua boba#

-Aceito sim *lhe responde com um sorriso tímido e sai do carro*

Loja do Ayame

-Pronto senhorita Kana. Amanhã já estará em sua nova casa, mas hoje dormirá aqui. Não tem condições de ficar lá sem antes fazer uma boa faxina.

-Oh, muito obrigada. Desculpe-me por estar lhe dando tanto trabalho.

*As duas vão para a cozinha para tomarem um chá*

-Creio que será muito bom trabalhar aqui com vocês. Vou me divertir muito com a senhorita e o Ayame.

-Kana, eu sempre senti muito pela sua história com o Hatori. *Mine dá um gole no chá dando um tempo para Kana se refazer do susto por saber que ela sabe da história* Na verdade eu também já sei dos doze. Descobri da mesma forma que a senhorita *dá uma piscada de olho para Kana*

-Então a senhorita e o Ayame são namorados?

-Sim, o chefinho é a razão da minha vida. Mas achamos melhor não revelar a ninguém. Ele teme muito ao Akito. Sabe que não pode lhe contrariar. Kana, como vc pode permitir que o Hatori apagasse o amor de vocês de suas lembranças?

*Kana não sabe o que lhe responder deixando escapar umas lágrimas*

-Como estou na mesma situação que já esteve um dia. Saiba que eu nunca iria permitir que fizessem isso comigo. O chefinho não pode enfrentar Akito mais eu posso. Desculpe-me essas palavras um pouco duras. A gente acabou de se conhecer, mas as digo porque quero que o meu Ayame seja muito feliz, e sabendo o quanto ele considera importante a amizade do Tori-san, se você o fizer feliz, o Ayame também estará feliz. Hum, será não fui um pouco confusa agora?

-snif... não, eu entendi o que a senhorita está a me dizer.. snif

-Vamos não chore *dá um guardanapo de papel para que possa secar as lágrimas* O que a senhorita tem que pensar é daqui para frente. E tem que mudar o seu jeito, porque assim a senhorita não merece ficar com o Hatori.

89


no jardim na casa dos colonos

#Não vejo a hora de estar em casa! Ficar aqui já está me deixando louco. Começo a imaginar sentimentos que não existem em mim. Que NÃO PODEM existir em mim. Ainda mais por ela. Mas porque fui caprichar tanto assim naquele jantar? Era para ser apenas uns onigiris, mas quando me dei conta à mesa já estava daquele jeito. Isso deve ter sido resultado da educação que o sensei me deu. Sim é isso mesmo. Como ela sempre cuida de tudo eu quis lhe fazer isso para mostrar a minha gratidão. Sim, sim, é isso mesmo#

*Kyo está deitado na grama e olhando as poucas nuvens que têm no céu, isso é o que ele quer imaginar, pois na verdade está admirando a lua. Tohru está parada na porta da casa a observa-lo*

#Será que vou até lá? E se ele quer ficar sozinho? Apesar que eu gosto muito de estar com ele. Sim, eu desde de criança já gostava do senhor gato# *olha de forma bem carinhosa para o Kyo* #E se eu o convidar para dar um passeio? Ele parece que ficou um pouco triste qd mencionou do meu passeio de hoje a tarde com o Yuki# *Tohru caminha até onde o Kyo estava e se senta ao seu lado*

-Kyo? O que o senhor acha da gente caminhar um pouco?

-Hã? A claro, vamos *Kyo que estava perdido em seus pensamentos deixa escapar um lindo sorriso com a resposta fazendo com que Tohru lhe retribua da mesma maneira*

-Deixa que eu te ajude a levantar! *Tohru que estava sentada fica em pé primeiro e lhe estende a mão, mas ao segurar suas mãos e no momento que ele está se levantando perde o equilíbrio fazendo com que ele caia por cima dela no chão e por uns segundos antes de sua transformação seus rostos ficam muito próximo e cada um ver o seu reflexo no olhar do outro*

Casa da Mayu

-É aqui. Muito obrigada pela carona, pelo jantar e pela conversa.

-Imagina, sou eu quem agradeço. A senhorita é uma companhia muito agradável.

-Que isso..*Mayu lhe dá um pequeno soco no ombro direito para disfarçar um pouco, ela é do tipo que não sabe ouvir um elogio*

-Será que não aceitaria sair comigo amanhã?

88


#Realmente não sei como agir agora com ela. Como seria mais fácil se a vida fosse como um dos meus romances... Os mesmos que escrevo pensando nela. Acho que ela nunca leu um dos meus livros# *Shigure acaba de fumar e olha para a janela de seu quarto e vê que Akito está nela olhando para ele. Fica tão emocionado com a cena que deixa escapar um sorriso apaixonado o qual Akito retribui da mesma maneira* #A minha vontade é de correr até ela e nunca mais abandona-la. Diferente dos outros, eu fico ao seu lado porque a amo e não porque a temo.# *Shigure quando se dá por conta está ao lado da porta do quarto*

-Vai Guretti. Entre! Pelo menos hoje se esqueça de tudo. Amanhã você pensa nas conseqüências... *Diz Ayame no meio da escada ao perceber a sua excitação, Shigure lhe sorri e entra*

-Akito! Eu estou aqui por vc! Por hoje pode fazer o que quiser com a minha vida...

*Akito sem dizer uma palavra lhe beija*

---***---

#Como será que está a senhorita Honda?# *Yuki está sentado na cama que fica ao lado da janela a olhar a lua*

-Não se preocupe Yuki. A Tohru está bem. Acabei de ligar para eles. *Ayame se senta na cama* Essa lua está mais linda hoje... Yuki, você se sentiria melhor se fosse ficar la na casa com eles? Creio que o patriarca não irá ver a mais ninguém hoje.

*Yuki vibra só de pensar na possibilidade, mas depois se contem* -É melhor não ir. O Kyo a trata melhor quando eles estão sozinhos. Na frente dos outros ele é mais grosso do que o de costume com ela. O Hatori me contou que eles passaram a madrugada a conversar no telhado... Imagino que agora eles devem estar fazendo o mesmo....

-Mas você também se dá muito bem com a Tohru. Não deveria agir dessa maneira. Ela gosta da sua companhia também *ao escutar isso Yuki fica corado*

-Sim. Realmente gosto muito da companhia dela *Yuki sorri para Ayame* Mas hoje vou deixar que o Kyo fique com ela.

87


*Shigure está em pé na janela, fumando um cigarro já no final*

_ Eu.. Dormi muito tempo? Estou com fome..

*Shigure apaga o cigarro, caminha até a cama e senta na beirada*
_ Vou mandar que esquentem a sopa pra você..

_ Shigure.. Fica comigo. Eu estou com medo...

*Shigure levanta, da a volta na cama, e ajoelha em frente a Akito*
_ Não tem nada pra você ter medo. *Passa a mão no rosto dela*

_ Eu tenho medo de você. *Akito o encara por alguns segundos, até desviar o olhar* Tenho medo das duas multiplas personalidades. Das suas bruscas mudanças de comportamento! Dos seus- *Shigure bota suavemente a mão na boca da Akito, silenciando-a*

_ Talvez você não entenda.. Mas é a única responsável pelo meu humor. *Shigure levanta-se e caminha até a porta* Vou pedir para esquentarem a sopa. *Sai deixando Akito sozinha no quarto*
#Pro bem ou pro mal... Eu ainda não sei direito o que falo pra ela. Não posso estragar tudo logo quando as coisas parecem se encaixar#

#Aquele maluco...*Akito se levanta da cama e calça seus chinelos* Parece que ele foge.. Acho que ele só faz isso pra se divertir. E só me trata bem pra me ter sempre em suas mãos! Senão... Ele não me falaria essas coisas e fugiria como o cachorro que é pra fora do quarto# *Akito caminha até a janela, e oberva Shigure no meio do gramado, de costas pra ela, observando a lua e fumando outro cigarro* #Acho que quando ele fica nervoso.. Fuma mais que o costume. Isso ainda vai matar ele...# Seus pensamentos são interrompidos com a voz da criada trazendo a sopa*

_Pode entrar, senhor Akito?

_ Pode...

*A criada deixa a bandeija, e logo sai fechando a porta*

~~~~~~~~^.^~~~~~~~~

_ Tem isqueiro? *Hatori para ao lado de Shigure e contempla a lua. Shigure lhe acende o cigarro*

_ A lua aqui parece mais bonita..

_ Será que a lua que é mais bonita, ou você que a está enxergando diferente? *Shigure olha para Hatori, que lhe dá um sorriso* Não a deixe sozinha depois de tudo o que aconteceu. Ou vai jogar tudo fora.*Hatori volta para casa*

By Thata Srta Rainey

86


_ Dizem que a pessoa se acostuma com a própria comida e não ve mais graça quando come sempre a mesma coisa ^^ *Lavando a louça e tentando argumentar apenas para manter um diálogo*

_ Se você diz.... Quer ajuda aí?

_ Não, muito obrigada! O senhor fez o jantar todo sozinho, deve estar cansado!

_ Hum... Também. *Kyo se esparrama novamente, na mesa da cozinha*

#"Também"? O que será que está deixando o senhor Kyo tão desanimado assim? Melhor eu não me meter... #

_ O pior é que dormi a tarde inteira, agora estou sem sono! *Tohru tenta animar Kyo, mas não faz idéia de como*

_ Eu.. Eu também não tô com sono. *Kyo fala já pensando em virar mais uma noite no telhado, quando se dá conta do que pensou e falou* #O que eu disse??? Acabei de dizer que tô cansado e agora falo que não tô com sono?? O que ela vai achar??

_ O que o senhor acha de-

_ NEM PENSAR EM IR PRAQUELE MALDITO TELHADO! *Kyo fala gritando, tentando desfazer a situação que achou que criou ateriomente. Tohru faz sua típica cara de choro* Nã-não! Me desculpa! Eu.. Eu não quis gritar!

_ Tu-tudo bem..

_ ENTÃO PÁRA DE CHORAR!

_ @_____@

O doce diálogo foi interrompido com o telefone tocando*

TRIIIIINNNN TRIIIIINNNN

_ Deixa que eu atendo! *Kyo foge da cozinha e vai pra sala atenter o telefone* #Nunca fiquei tão feliz em ouvir um telefone tocar# Alô?

_ Olá Kyon-Kitty!♥ **Kyo faz cara de morte ao ouvir a voz de Ayame* É só pra saber se está tudo bem por aí!

_ Tá sim, Ayame, boa noite. *Kyo bate o telefone na cara dele* #Até que fui bem educado. Dei até boa noite....# Toooohru!

_ Sim!

_ Ayame ligou pra dar boa noite. Só pra avisar.. Eu.. #Agora já fiz a besteira de dizer que tô sem sono mesmo ¬¬ # Vou dá um pulo lá fora, só pra respirar um pouco.

_ Sim, tudo bem. Já estou terminando a louça!

#Será que ela acha que eu a convidei? Bom, me poupa trabalho de conv..Ei! Ah, ela é uma boa companhia. Só isso#

~~~~~~~~^.^~~~~~~~~

_ Shigure...? É você?...

_ Enfim acordou.

By Thata Srta Rainey

85


~~~~~~~~~^.^~~~~~~~~~

_ Então a senhorita tinha medo de cachorro quando era criança? *Kureno pergunta divertido, enquanto caminha com Mayuko pela praça. Estacionaram o carro perto do restaurante onde jantaram, mas resolveram esticar o passeio um pouco mais*

_ Não! Os cachorros é que nunca gostaram de mim! *Mayuko fala um pouco revoltada, mas acaba rindo ao ver o sorriso de Kureno* Deve ser por isso que eu e o Shigure nos damos tããooo beeeeem. *Mayuko revira os olhos*

_ Hahahaha.. A senhorita é muito divertida! *Kureno realmente esqueceu todos os problemas que o cercam, pelo menos por aquelas horas. Mayuko sorri pra ele de volta* Seu namorado deve ser muito feliz ao seu lado.

*Ao ouvir a palavra "namorado", Mayuko tira o sorriso do rosto e olha pra outro lado*

_ Desculpe, eu disse algo que não devia? Não foi minha intenção! *Kureno, ao se desculpar, segura a mão de Mayuko, sem nem perceber o gesto. Ela, constrangida com a situação, solta a mão dele e anda um pouco mais a frente, deixando ele parado alguns passos atrás*

_ Eu não tenho namorado. *Pára em frente a uma fonte, e observa por poucos segundos a água jorrar* O homem por quem estou apaixonada, ama outra mulher.. *Nessa hora ela se vira pra Kureno, e da um triste sorriso*

_ Me perdoe.. Eu não quis lhe trazer lembranças ruins..

_ Não foi nada. Talvez seja melhor eu voltar pra casa, já está um pouco tarde... *Mayuko fala meio distante, olhando pras pessoas andando a sua volta. Nunca tinha reparado quantos casais passeavam na praça*

_ Claro, eu deixo a senhorita em casa. *Os dois caminham em direção ao carro*

~~~~~~~~^.^~~~~~~~~

_ Nossa, senhor Kyo! *Tohru fala após engolir o ultimo grão de arroz de seu prato* A comida estava deliciosa!

_ Hum... Que bom que gostou. *Kyo comeu demais e está esparramado na mesa*

_ A muito tempo não como algo tão saboroso! *Tohru recolhe a louça suja para levar pra pia*

_ Ah, pára Tohru! Cê cozinha bem melhor que eu! *Kyo resolve ajudar a carregar os pratos até a cozinha*

By Thata Srta Rainey

84


--- Na casa dos colonos--
*Tohru finalmente se desperta e sente que o aroma da comida que vêm da cozinha*

-Kyo? O senhor está cozinhando?

-Não! Estou costurando! É claro que estou cozinhando...*Tohru fica um pouco sem graça com a resposta dele, mas percebe que a sua pergunta foi sem sentido mesmo*

-Por favor, deixe que eu termine...

-Não precisa.. Eu estava ficando com fome e resolvi fazer a nossa janta. Pode ir tomar um banho. Vc chegou do seu passeio com o Yuki e dormiu no chão da sala..

-Sim, estava cansada. Mas valeu muito a pena ter passado a noite a conversar com o senhor *Tohru sorri e vai para o banheiro*

#Não me custa nada lhe fazer esse agrado. Sempre é ela quem cuida da gente. Eu somente tive o mestre cuidando de mim. A Tohru foi a segunda pessoa. Acho que é por isso que gosto tanto da companhia dela. Ela me entende. É bom saber que existem duas pessoas que se preocupam comigo. Dói-me saber que depois não a verei mais# *Kyo fica perdido em seus pensamentos enquanto prepara alguns onigiris* #será que ela irá gostar? Senão gostar que venha fazer outra coisa para ela comer... Será que ela gosta tanto da minha companhia como eu gosto da dela? Ou será que ela prefere o Yuki?? Será que ela não preferiria ficar aqui com ele em vez de mim? Adoraria passar novamente à noite de hoje conversando com ela#

*Kyo fica tão perdido com seus pensamentos que nem se dá conta de que havia preparado a mesa com muito cuidado e que havia caprichado muito no jantar*

-Nossa Kyo! Que mesa mais linda *o*

-Que nada... *mas ao reparar na mesa percebe o quanto havia se esforçado para deixar tudo perfeito para a Tohru* Pode até está bonita, agora se está com um gosto bom é outra história. Vamos sente-se aqui e vamos comer.....

83

-Porque o senhor ficou calado de repente? *Mayu e Kureno já estão sentados no balção do restaurante onde são servidos o sashimi e sushi*

-Não.. É gostaria de lhe fazer uma pergunta e estou um pouco envergonhado,não quero ser intrometido...

-Vamos lá o que quer saber? É a minha idade?

-AHAHAH..... Essa pergunta eu já sei que não devo fazer a uma mulher... ahaha

#Nossa, ele parece um outra pessoa agora. Está mais solto e com uma fisionomia mais tranqüila. Fica até muito mais bonito#

-Da onde a senhorita conhece o Shigure?

-Ah, é isso... *Mayu bebe um pouco do saquê* Os meus pais são donos de uma livraria e ele é um dos clientes favorito deles. Mas quem me apresentou ao Shigure e ao Ayame foram a Kana e o Hatori quando eles namoravam... *coloca a taça na mesa* E também.... Hum.... Como vou lhe dizer *fica brincando com a taça* Bem... o Shigure foi meu namorado *fala a ultima frase de cabeça baixa, mas assim que termina a frase a levanta* Mas eu só o aguentei por um mês...hahahah

-Não sabia que o Shigure tinha tido uma namorada. Mas sem dúvida ele tem um bom gosto, a senhorita é muito bonita. *Mayuko fica imediatamente ruborizada*




---No casarão: Hatori está sentado na varanda a fumar um cigarro---
-Boa noite Hatori.. Esse começo de noite está realmente lindo. Veja as primeiras estrelas a surgirem...

-Boa noite Yuki. Como estão o Kyo e a Tohru?

-O Kyo está muito melhor do que eu. E o Akito?

-Está no quarto com o Shigure. Não se sentiu muito bem a tarde e ele está lhe fazendo companhia.

-Meu amado irmão, que bom que voltou.. Já estava morrendo de saudades de vc.. E aí? quero saber todinho *Ayame começa a bater o pé direito no chão* Como foi o seu banho no rio com a Tohru???

-Hatori, vou entrar para tomar banho *Passa pelo Aya como se ele não existisse*

-Oras, veja a educação desse menino Tori... *se senta ao lado dele*

-O que vc esperava? Veja a pergunta que lhe fez???

-O que tinha demais?? Comigo ele pode dividir suas aventuras..ohohoho... *Ayame olha a linda lua*

#Como será que a Mine está? Creio que a senhorita Kana já está com ela. Adoraria que ela estivesse aqui ao meu lado a ver essa lua tão linda. Como a vida fica mais bela quando estamos apaixonados#

82


---No carro---
-Então a senhorita é a professora do Yuki e do Kyo?

-Sim.. São dois garotos muito educados. Mas o Yuki mudou muito depois que se tornou amigo da Tohru como não conheci o Kyo antes posso falar se ele mudou também o seu jeito de ser. O senhor não acha que o Yuki mudou?

-Infelizmente não tenho nenhum contato com os outros, então não posso te responder...

-Como assim não tem contato? O senhor também não é um dos possuídos?

-Fico o tempo todo com Akito, só os vejo na festa do final de ano.

-Ahhh, isso explica o fato do Shigure nunca ter falado no senhor, ele sempre me falou muito do Ayame e do Hatori.

-Não sabia que a senhorita já conhecia o Shigure...

-Infelizmente sim...*Mayu faz a cara de nojo dela*

-O Shigure e eu não nos damos muito bem... Afirmo sem medo que ele me odeia.

-Não consigo imaginar o Shigure a odiar alguém *Mayu olha com espanto para Kureno*

-Mas a mim sim. E não o culpo por isso. *Kureno olha para Mayu e lhe sorri*

-Bem... O fato é que ninguém ama ou odeia alguém para sempre! Quem sabe no futuro vocês não se acertem... Ah, pode parar aqui! A loja é aquela. *Olha para o banco de trás do carro* Kana, acorde! Chegamos!

-Nossa como foi rápido para voltar... Até que a loja tem uma faixada que é bem bonitinha...

*Kureno já está do lado de forá a retirar a mala do carro*

-Kana, tem certeza de que não quer que eu entre com você? Ainda não sabemos o que o Ayame vende....

-Não se preocupe Mayu. Aproveita a carona do Kureno. Amanhã eu te ligo para contar tudo. Muito obrigado Kureno. Até amanhã Mayu..

*As amigas se despedem e Mayuko volta para o carro* -Muito obrigado por me levar até em casa senhor Kureno.

-A senhorita não aceitaria comer alguma coisa antes de ir para casa? Eu pago...*Mayuko lhe olha surpresa* É que quero aproveitar um pouco esses dias que tenho de folga.

-Claro, vamos comer sashimi então, adoro sashimi... *Mayu dá um sorriso que deixa o Kureno encantado*

81


_ Será... *Ayame está pulando os cacos de vidro para chegar mais perto de Hatori* Será que é uma boa idéia deixar os dois juntos lá?

_ Dessa vez sim. Acho que o Shigure não é louco o suficiente. E eu vi o estado que ele estava. Esse tempo vai ser bom pra eles dois. Mas eu mandei uma empregada preparar uma sopa, assim que estiver pronta, levarei pessoalmente para Akito.

_ Bom, você que é o médico, Tori. E ninguém vai vir arrumar essa bagunça não?? *Ayame fala enquanto olha horrorizado o que sobrou do quarto. Hatori apenas lhe sorri*

_ Com lincença.. *A empregada trás a bandeija com a sopa*

_ Deixe que eu levo, obrigada. Por favor, providencie a arrumação desde quarto. *Hatori sai carregando a bandeija em direção ao outro quarto, e Ayame desde as escadas. Hatori abre a porta devagar, e avista shigure recostado na cama, e Akito cochilando no seu colo, deitada, enquanto ele lhe afaga os cabelos. Hatori dá um doce sorriso para Shigure, que lhe devolve na mesma forma*

*falando baixinho* _Vou deixar a sopa aqui. Quando ela acordar, faça com que ela coma. Ela precisa se alimentar. *Shigure confirma com a cabeça, e Hatori sai do quarto*

#Eu poderia passar o resto da minha vida aqui, nesta cama, lhe ninando pelo resto dos meus dias#

~~~~~~~~~~^.^~~~~~~~~~~

*Tohru e Yuki voltam até a casa onde ela está instalada*

_ Bom Honda, foi ótimo o passeio, mas devo voltar para a casa grande. Não sei como estão as coisas por lá, Akito pode querer me ver.. Eu não gostaria de aborrecê-lo.

_ Claro, senhor Souma! Eu também me cansei um pouco, vou entrar e descansar. Eu dormi pouco de ontem pra hoje... *Tohru fala meio sem graça*

_ hahaha, eu soube!

_ Soouube?!?

_ hahahha! Até mais, senhorita Honda! *Yuki acena e logo pega o caminho de casa. Tohru entra, percebe que Kyo está no banho, e deita no tapete da sala para esperar desocupar o banheiro. Acaba pegando no sono. Kyo sai, e vê a garota cochilando no chão*
#É uma maluca mesmo, onde já se viu dormir no chão?# *Dá uma risadinha, e vai pro quarto*

By Thata Srta Rainey

80


*Shigure carrega Akito até seu quarto, e deita-a na cama*

_ Você está bem? *Abaixa do seu lado, e tenta controlar a vontade de abraçá-la e não soltar mais*

_ Já disse que estou. Não sei porque voltou lá. Foi você que fez isso tudo. Ah, já sei. Voltou pra ver se tudo tinha saído como o planejado. *Akito ainda está com muita raiva de Shigure, mas não tem forças para atirar algo nele*

_ Me perdoe. Eu não pensei.. *Shigure interrompe as palavras* Eu sei que você está sentindo ódio de mim agora. Sei que se pudesse, me mataria. Mas, mesmo assim... Quero lhe pedir algo. *Akito desvia o olhar para o outro lado da sala. Ela realmente mataria ele se pudesse. Mesmo que se lamentasse o resto da vida pelo que fez* Deixe-me ficar aqui mais um pouco. Deixa eu te fazer dormir, como eu fazia antigamente..

*Akito volta com o olhar até parar nos olhos de Shigure*

_ Por favor Akito... Depois disso, eu mesmo deixo de boa vontade que você me mate. *Akito fica espantada com as palavras que escuta*

_ Você.. Você, é estranho, Shigure. *Akito se levanta e fica sentada na cama* Eu realmente não consigo entender o motivo das coisas que você faz. *Shigure passa a mão no rosto dela, e lhe tira os cabelos de perto dos olhos*

#Se eu sonhar com esses olhos, só mais uma vez, poderei morrer em paz#
*Shigure se aproxima mais ainda, e desliza sua mão para a nuca de Akito, que fica paralizada na cama. Chega mais perto, a ponto de sentir a respiração quente, em contraste com a pele gelada que ela tem quando fica nervosa*

_ Você não mudou nada...
_ Nem você, Shigure....

*Os dois se beijam, e Shigure não consegue impedir a aceleração dos seus batimentos cardiácos, e nem esconder que ainda está tremendo com tudo que acabara de acontecer*

~~~~~~~~^.^~~~~~~~~

_ Meus deus! O que aconteceu aqui? *Ayame entra finalmente no quarto semi-destrído, e encontra Hatori em pé em frente a janela*

_ Foi apenas um susto. Akito teve um ataque de fúria, e desmaiou. Shigure está com ela no outro quarto. *Hatori fecha a cortina*

By Thata Srta Rainey

79

_ Hum... Eu .. Eu não sei. *Tohru olha Kyo sumir rapidamente pelo caminho que leva à casa*

_ Então deixa ele pra lá. *Yuki lhe sorri, quebrando o clima pesado que estava*


~~~~~~~~^.^~~~~~~~~
#Preciso subir. Preciso saber como ela está. Eu.. Eu realmente não estou aguentando# *Shigure levanta do sofá onde estava, e resolve subir até o quarto de Akito*

_ Shigure. *A voz de Hatori o faz parar no meio da escada* Toma muito cuidado com o que vai dizer a ela. *Shigure torna a subir os degrais. Ayame, que até então ainda estava do lado de fora, entra em casa e ouve o curto diálogo*

_ Acho que as coisas não estão nada bem. Dessa vez, seja lá o que for que ele falou pra "ele", as conseguências não estão nada simpáticas. *Ayame fala com um tom precupado, e senta-se no sofá*



~~~~~~~~^.^~~~~~~~~~

*Shigure, andando na ponta do pé, fica em pé em frente ao quarto de Akito, tentando ouvir alguma coisa. Pra sua agonia, não ouve absolutamente nada. Sente um frio terrível no estômago*
#Que sensação terrível. Se alguma coisa lhe aconteceu.. Eu jamais me perdoarei# *Shigure abre a porta do quarto silenciosamente. Está tudo quebrado, sujo. No chão, varios cacos de vidro e pedaços do que era duas cadeiras de madeira. Do espelho só sobrou a moldura de prata* #Onde? Onde ela está?! # *Shigure começa a se desesperar, e procura atônito por Akito em todo o quarto, até que avista uma montueira de pano caída no canto oposto do quarto, no meio de todo o vidro que está espalhado pelo chão*

_ Akito! Akito!! *Shigure corre até ela, que está caída de bruços no chão* Fala comigo! HATORI! SUBA IMEDIATAMENTE! Akito!

_ Eu odeio você Shigure... *Akito fala, ainda tonta, tentando se soltar dos braços dele* Me.. Me solta. Eu.. Eu te ordeno que me- *Shigure a abraça*

_ Esse foi o maior susto da minha vida, Akito. Deixa eu te tirar daqui.. Você está ferida?

_ Não.. Me.. Me solte...

*Shigure a carrega no colo, enquanto Hatori surge à porta, chocado com a cena*

_ Ela está bem. Diga pra alguém arrumar isso.

By Thata Srta Rainey

78


-E o Kyo?

-Foi treinar um pouco. É impressionante como ele se dedica as artes martias. Certamente ele será um excelente sucessor do senhor mestre no Dojo.

#Creio que isso será impossivel# *Yuki resolve se sentar sem fazer nenhum comentário*

-A senhorita não ficará sozinha,né?

-Não, o senhor Shigure achou melhor eu ficar aqui com o Kyo.

-Sinto um pouco de inveja dele. Enquanto ele fica aqui com a senhorita, eu sou obrigado a ficar lá naquela casa com o Akito *fala com um tom bem baixo de voz*

-O que o senhor falou??

-Ahm? Nada não.. *fica um pouco envergonhado ao perceber que falou ao invés de somente pensar*

-A senhorita não gostaria de dá uma volta?

-Eu adoraria! *Tohru com o seu sorriso patenteado*

---em um lugar na fazenda---

#E ao final a Tohru ficará lá na casa comigo. Mas pq estou tão nervoso com isso? A gente já não mora na mesma casa? Tá.. Tá certo que a gente não fica a sós na casa.. Mas o que tem de diferente nisso? Devo ser um estúpido por ficar me preocupando tanto assim com isso. Porque será não me saí da mente a imagem dela falando de qd irá embora da casa do Shigure? Acho que deve ser por causa da grande culpa que eu sinto. Ah, se eu pudesse voltar no tempo ela nunca iria precisar ir morar com a gente....#

-Kyo... Kyo... Que bom que encontramos com o senhor... O senhor já acabou o seu treinamento?

-Sim. *fecha a cara mais do que o habitual*

-Veja como irá se comportar com a senhorita Honda a sós com vc, viu baka-neko..

*Kyo tenta contar até dez, mas não passa do dois*

-SUA RATAZANA MALDITA! E HOJE QUE EU TE MATO, E HOJE QUE EU MUDO O MEU DESTINO.. *Kyo fica imediatamente paralisado com suas palavras* #mas porque que eu quero mudar o meu destino? pq esse futuro deixou de existir de minha mente? pq que isso está me incomodando tanto agora?? pq eu quero ser o dono do meu destino?

-Kyo? O senhor está bem??

*Assim que olha para Tohru, ele fica vermelho* -sim, estou bem! Vou para casa tomar banho. *kyo vai embora*

-O que será que deu nele, Tohru?

77



*Ayame está sentado próximo ao lago que fica quase em frente ao casarão*

-Está com saudades mesmo? Ainda me esqueceu?? *Ayame não consegue falar sem deixar de sorrir*

-Como é bobinho. Estou pensando tanto no chefinho que já tenho os meus dedos todos furados pela agulha.

-Pobre Mine que está com seus dedinhos todos machucadinhos. Cuidarei pessoalmente deles depois de amanhã. Mine, tenho uma novidade, teremos uma nova ajudante em nossa loja.

-Jura chefinho?

-Sim, ela está chegando mais tarde. Por favor, veja com a senhora Odawa se aquele quartinho em frente a nossa loja se está vago ainda. A senhorita Kana poderá ficar nele. Quando eu retornar te explico tudo.

-Além de cuidar dos meus dedinho,né? Beijos chefinho...

-Beijos *Ayame desliga o celular*

-Nossa Ayaa? Que cara é essa de felicidade? Viu o passarinho verde foi? Ou o seu querido irmãozinho fez finalmente a jura de amor fraternal que vc tanto quer?

-Ora Gure-nii.. *Ayame fica todo vermelho de vergonha* O meu amado irmão depois de um longo banho, um longo café e uma longa conversa com o Hatori finalmente resolveu sair de casa, mas não aceitou a minha companhia. Vc não se encontrou com ele?

-Não, resolvi fazer um outro caminho. Precisa pensar no próximo capítulo do meu livro e resolvi passear pela propriedade. E Akito?

-Trancado no quarto.

-Shigure, vc não tem jeito mesmo. O que foi que disse a Akito? Ela está num estado de dar dó *Hatori fala muito sério* Shigure, eu sou o médico da família e principalmente dela, senão mudar esse seu comportamento, terei que proibir as suas visitas a ela. Sempre que vcs se falam ela fica num estado de profunda tristeza. Por um acaso vc quer levar-la a loucura? É esse o seu plano???

-E ela já não me levou a loucura? *Shigure caminha em direção a casa sem o seu sorriso habitual deixando Hatori e o Ayame no lago*

---1ª casa dos colonos---

-Tem alguém em casa???

-Yuki? Quem bom que o senhor está aqui. Como está?

-Estou bem, não se preocupe Tohru..

-Que bom! *Tohru lhe sorri

76


*Shigure larga os 2 sozinhos,e volta caminhando até em casa. No caminho, as lembranças do que aconteceu mais cedo na sua rápida visita matinal ao quarto de Akito, voltam a lhe perturbar a cabeça*

"_ Shigure, entre. Entre e feche a porta, estou com frio..

_ Quer que eu pegue uma coberta? *Shigure fecha a porta e se aproxima*

_ Não. Entendo que a presença do Kureno o encomodasse, então, mandei que ele voltasse.

_ Fez isso tudo por mim? Imagina, eu mal o conheço.

_ Não fez diferença pra você? *Shigure apenas sorri* Nada faz diferença pra você, não é mesmo? Talvez eu devesse mandar você embora ao invés dele.

_ Se essa é a vontade do meu patriarca, o que eu posso fazer. *Shigure se vira e caminha até a porta*

_ Custa? *Shigure, ainda de costas, para em frente a porta* Custa você mentir pra mim? Finja, pelo menos! Finja que me ama por 1min! Me engane! Minta pra mim! Pelo menos isso.. Isso me faria um pouco mais feliz.

_ Eu... Eu nunca minto pra você. *Shigure se vira pra Akito, que está sentada no chão, enchugando as lágrimas que não conseguiu evitar que viessem. Ele se aproxima, se abaixa, e num gesto delicado, levanta o rosto dela e passa a mão nas lágrimas, secando uma à uma* Todas as coisas que eu lhe disse..Foram totalmente sinceras. Talvez o "senhor" é que tenha se esquecido das minhas palavras. *Shigure da um sorrisinho, aproxima seu rosto ao de Akito, e lhe dá um beijo na testa* Agora, se me permite, vou fazer uma visita a Tohru e ao Kyo. *Shigure, sem nem olhar pra trás, sai do quarto deixando Akito lá, sozinha com suas lágrimas e seus pensamentos*"

#Hum.... será que fiz bem em largar ela sozinha daquele jeito? *Shigure caminha tranquilamente* Acho que sim. Está na hora dela ser menos mimada. Já passou o tempo em que ela chorava e eu a carregava até ela cair no sono. #

~~~~~~~^.^~~~~~~~~
*Falando baixinho*
_ Boa tarde, minha doce donzela!
_ Chefinhooo! Que saudade!

By Thata Srta Rainey

75


_ Senhor Shigure, me desculpe, não tenho nada para lhe oferecer! A casa ficou um tanto desorganizada com as mudanças repentinas, e eu também acordei muito tarde... *Tohru se lamenta enquanto olha a mesa vazia* Não tive tempo de preparar nada...

_ Oras, não se precupe com isso, Tohru. Tomei café da manhã tarde mesmo. Vim aqui mais pra resolver essa história da casa. Agora que as garotas voltaram, você ficou sozinha nesta casa.. *Kyo continua escorado no canto da sala, fingindo não prestar muita atenção no que Shigure fala* Não sei o que é mais adeguado, se é você ficar sozinha nesta casa, ou ficar na mesma casa que o Kyo. *Kyo esbugalha o olho ao ouvir seu nome*

_ Eu.. Eu não quero dar trabalho! Por mim, não faz diferença!

_ Será que o Kyo saberia se comportar sozinho com você? *Shigure olha para Kyo com um sorriso malicioso nos lábios*

_ É CLARO QUE SIM! Tá achando que eu sou tarado que nem você?

_ Ta.. Tarado?! *Tohru fica apavora só em ouvir a palavra*

_ Hahahaha! Que isso, eu sou um homem de familia! *Shigure da uma piscadinha* E você está assustando a senhorita Tohru.

_ Ahnn? E- EU? Nã-não! *Tohru não sabe o que resoponde,nem pra quem responde*

_ Acho perigoso que uma garota durma sozinha numa casa como esta. Afinal, você não está acostumada com o lugar... E aqui é uma fazenda, sabe-se lá que bichos estranho rondam a noite...

_Bi-bichos estranhos?!

_ O único bicho estranho aqui é você. *Kyo volta para seu canto*

_ E tem também o nosso patriarca.. Vai que ele resolve fazer uma visita sem aviso prévio à Tohru? Realmente, não acho uma boa idéia ela ficar sozinha. Mas Kyo, a casa tem dois quartos, hein, seu sa-fa-di-nho!

_ O que quis dizer com isso??

_ E nada de inventar pesadelos a noite só pra dormir no quarto da Tohru! hahahahhaha!

_ O QUE???

_ E-eu.. Eu não estou entendo nada... @_@

_ Bom, então está resolvido! fiquem nessa casa mesmo que é mais distante ainda, dificulta qualquer idéia mirabolante vinda do nosso patriarca. Vou voltar pra casa grande! Até logo!

By Thata Srta Rainey

74


#Eu tinha esquecido disso. *Kyo continua e encarar o chão* Um dia ela vai embora. Vai sair de lá e é capaz que nunca mais eu veja ela. *Kyo levanta os olhos e passa a mão no cabelo de forma bruta, como que para afastar os pensamentos* Mas o que eu tô dizendo? Antes disso, bem antes disso, eu terei que ir praquele lugar! Como eu fui me esquecer disso? Eu não posso me esquecer nunca do que me espera. Eu tenho que aproveitar o pouco tempo que tenho aqui..#

#Eu não quero ir embora. Nem da fazenda de arroz, nem... Nem da casa do senhor Shigure. *Enquanto pensa, se destrai com os desenhos que as nuvens fazem no céu* Se eu pudesse.. Ficaria ao lado deles pra sempre. Eles tem uma vida muito pior que a minha, são amaldiçoados! Mas ainda acho... Ainda acho que o senhor Kyo é o que mais sofre com essa maldição.. Todos os outros são amador por alguém de alguma forma. E ele tem o destino mais cruel dentre todos os amaldiçoados#

*Os dois continuam sentados lado a lado, até que seus pensamentos parecem terminar simultaneamente, quando os dois se olham ao mesmo tempo*

_ BOOOOOOOA TAAAAAARDE, CRIANÇAS! *Shigure, sem a menor cerimônia, mete a mão na porta e já vai entrando* Espero não estar interrompendo nada, né kyo? *da uma piscadela pro Kyo, que surge em pé do outro lado da sala*

_ CÊ NÃO TEVE EDUCAÇÃO EM CASA NÃO?? Onde já se viu entrar sem bater! E do que cê ta falando aí, hein???

_ Se.. Senhor Shigure! Muito boa tarde! Entre por favor! *Tohru, meio lesada com o susto, não repara que ele já está dentro. Shigure está sorridente, e já vai se sentando no sofá*

_ Até que esta casa dos colonos é bem confortável, hien! *Shigure se remeche no sofá*

_ Se quebrar quem vai pagar é você! *Kyo responde no seu jeito emburrado de falar*

_ Senhor Shigure, como estão todos la na outra casa?

_ Bode ficar tranquila, estão todos bem. Inclusive o Yuki.

_ Como se alguém tivesse perguntado por ele.....

_ Kyo... *Shigure fala num tom doce* Você já passou dessa fase, não foi? hum?

*Kyo desvia o olhar*

By Thata Srta Rainey

73


*Yuki faz meia volta e sobe para o quarto do Akito* #Pelo visto não poderei ficar com a Honda nesses dias#

-E vc Guretti? Não vai fazer companhia para o nosso patriarca? Acho que deveria se aproveitar da situação. Quem sabe vcs não acabam voltando a ser como eram antes? Imagina a cena..vc e ele a passearem juntos por esses campos de arroz...

*Shigure coloca o livro que estava lendo na mesa de centro a sua frente*

-Aya...Aya...Aya... Quanta imaginação... Creio que quem deveria ser o escritor da família era vc e não eu.... Hahahaha...Cavalheiros vou ir fazer companhia a nossa jovem donzela, que agora estará sozinha naquela casa com o sa-fa-di-nho do Kyo... Como iremos proteger a nossa menina daquele pervertido???? *Shigure tentar parecer que está escandalizado com a situação*

-Espera Shigure! Akito quer te ver agora. *Yuki está descendo as escadas extremamente aliviado por ter ficado pouco tempo com o patriarca*

-Ops... Parece que terei que mudar os meus planos... *Shigure sobre com um certo sorriso nos lábios*

-Ufa! Ainda bem que foi rápido. Que história é essa de que a Honda está sozinha na casa?

-Achei melhor o Kureno levar a Kana e a Mayu de volta, assim não haverá problemas com Akito.

-Mas como ficará a senhorita Honda agora??

---na 2ª casa dos colonos---
#Como será que está o Yuki lá com Akito? Fiquei triste porque a senhoria Kana e a professora Mayu terem voltado com o senhor Kureno, mas também fiquei aliviada, não quero nem imaginar o que o senhor patriarca poderia fazer com ela# *Tohru está sentada ao chão e olhando para o céu*

-Tohru? Está preocupada porque ficará sozinha na casa agora? *Kyo se senta ao seu lado*

-Não de forma alguma... Será bom para mim, assim já começo a me preparar para qd sair da casa do senhor Shigure.. *Tohru responde com um sorriso um pouco triste*

-Sei... *Kyo fica olhando para o chão*

72


-Ah... Sim... claro.... *Mayuko fica um pouco sem jeito por quase ter esbarrado em Kureno* Nossa! Por pouco que não fico sabendo da pior forma por qual dos espíritos o senhor é possuído. Ahahahahh

*Kureno não lhe responde nada e passa a olhar para o céu*

-Já estamos prontas, entre! Kana, o senhor Kureno já chegou, vamos???

-Muito bom dia Senhor Kureno. É uma pena que o senhor já terá que retornar.

-Bom dia senhorita Honda... *vê que o Kyo está na cozinha, a casa é pequena e a sala fica ao lado da cozinha* Bom dia Kyo...

-E aí?

-Bom dia Kureno. Já estamos prontas. Muito obrigada por nós levar de volta...*Aparece a Kana e Mayu com suas malas.

-Ô Baka-neko, leve as malas lá para o carro.

-Hum... a professora marginal não tem força para levar as próprias malas para o carro...hihihi

-Sua cabeça de mexerica, menos papo e mais ação.. Vamos logo

*Kyo levanta resmungando e pega as duas malas e vai colocar-las no porta-mala*

-Uma ótima viagem a vcs... Espero encontrar em breve a senhorita Kana e o senhor Kureno para podermos nos conhecer melhor. *Tohru está na porta acenando para os três que estão entrando no carro, a Mayu vai sentada ao lado do Kureno*

-Obrigado senhorita Honda *Kureno quase se emociona era a primeira vez que alguém lhe dava um sorriso tão sincero e alegre*

---No casarão---

*Yuki está MEIO acordado e tenta descer as escada*

-Pare meu amado irmão *Ayame num piscar de olhos está ao seu lado no alto da escada* Deixe que eu te guie, não apenas para descer essas escadas mas tb em como vc pode fazer para ir tomar um banho de rio com a senhorita Honda completamente pela...*Ayame ganha mais um galo na cabeça*

-Bom dia Hatori e Shigure, cadê o Akito?

-BOA TARDE, lá em casa vc não se levanta tão tarde assim... O Akito está no quarto, pode ir até lá, ele está sozinho, sobrou para vc a honra de lhe fazer companhia, pois o Kureno já voltou para a sede.

71




~~~~~~~~^.^~~~~~~~~

Hatori finalmente chega na casa. Demorou porque parou por um tempo perto do lago, queria ficar sozinho. Na verdade, ele queria ficar com outra pessoa, mas já que não era possivel.. Pra casa é que não queria voltar. Mas querer nem sempre é poder, então ele enfim, voltou.
*Hatori entra na sala, e encontra Shigure lendo um livro no sofá, enquanto Ayame arruma umas flores num jarro que está no canto da sala*
_ Até que enfim você voltou, Tori-san!

_ Pensamos que você tinha fugido. *Shigure da uma risadinha, enquanto vira a página do livro. Hatori retira o paletó enquanto ri discretamente do comentário do amigo*

_ E então, gostou na novidade, Shigure? *Hatori pergunta ao notar que o bom humor do amigo realmente voltou*

_ Isso não faz a menor diferença pra mim. *Shigure finge um descaso*

_ Ahhh, Tori! Ele nunca vai dar o braço a torcer! *Ayame senta-se ao lado de Shigure*

_ A questão não é essa, Aya. Eu sei que o Kureno tem algo de diferente de nós. E é exatamente isso que o deixa mais ligado a Akito. E isso, meus caros, eu não posso mudar. *Shigure continua sorrindo, sabendo que mesmo que tudo que ele mesmo disse seja verdade, ainda assim, ele estava feliz com a saída de Kureno. Os dois amigos permanecem em silêncio, ainda mais quando veêm Kureno descer as escadas com a mala na mão*

_ Já estou indo. Até mais.

_Kureno. *Hatori se aproxima* Leve a Kana e a Mayuko com você.

*Os três se despedem sem muita cerimônia de Kureno, que logo cruza a porta e vai embora*

~~~~~~~~^.^~~~~~~~~
_ Kana, você joga muito mal! *Mayuko se diverte dando uma surra na amiga no ping pong*

_ Não estou acostumada a jogar isso! hahahhaha! *Kana não consegue rebater a bola, que voa pela janela*

_ Deixa que eu pego! *Mayuko, toda animada, sai e da de cara com Kureno na porta*

_ Eu ia tocar a campainha, mas a senhorita já abriu a porta.. Estão prontas?

By Thata Srta Rainey

70

*Kana e Mayuko entram em casa, Tohru caminha até Kyo e pára na frente dele, que levanta os olhos em direção a ela*

_ Que foi?

_ Nada, o senhor parece tão distante...

_ Não é nada. E pare de perguntar tudo toda hora!

_ Me..Me desculpe! *fala baixinho* Mas eu não perguntei nada......

_ Hum, tanto faz. *Kyo se levanta* Não tem nada aí pra comer não? Tô morrendo de fome.

_ Ahhh claro! Entre, vou lhe servir o café da manhã! que já é quase um almoço.... Mas também acordei agora pouco. *Tohru da seu sorrisinho, abre a porta, e é seguida por Kyo la pra dentro*


-> Na casa grande, Akito está em seu quarto, sentada no tapete, folheando um livro, quando percebe alguém do outro lado da porta

_ Kureno, é você?

_ Sim... #O que será que ela quer comigo agora?# Queria me ver?

_ Sim, entre. *Kureno imediatamente entra e fecha a porta* Kureno, acho que não há necessidade de você permanecer ao meu lado até a volta da viagem. *Kureno olha espantando para Akito* Vou lhe dar esse voto de confiança. Você vai voltar primeiro, sozinho. Enquanto estiver na minha ausência, poderá sair e respirar novos ares. Você vive dando essa desculpa pra mim quando quer se ver livre mesmo...

_ Imagina, Akito. É que as vezes eu realmente fico um pouco cansado de ficar sempre dentro daquele quarto. Não sei como voc-

_ Não pedi sua opinião, Kureno. Não posso tentar lhe agradar que você já começa a querer sempre mais.

_ Claro que não. *Kureno entende que nada que ele fale vai chegar até o coração de Akito como um verdadeiro conselho, e resolve ficar calado. #Apenas concordar com ela deve ser a melhor solução# Obrigada por me deixar "respirar novos ares"

*Akito se levanta, e se aproxima de kureno*
_Espero que você não se prenda a nada que existe aqui fora. Mesmo livre da maldição, seu mundo é ao meu lado. *Passa a mão no rosto dele* Você me prometeu, lembra-se?

_ É claro que me lembro. *Kureno bota a mão em cima da mão de Akito*
#Não me esqueço disso nem por um segundo....#

*Akito o abraça, e ele deixa rolar pelo rosto uma lágrima, que logo seca ao encontrar o quimono de Akito*

By Thata Srta Rainey

69


*Kana espera Hatori sair com o carro, e acena*

_ Quer dizer que o tal Kureno que vai nos levar... *Mayuko senta-se ao lando de Kana*

_ É mesmo.. Você vai poder conhecê-lo melhor, Mayu-chan! *Kana faz cosquinhas na amiga, que retribui a brincadeira. Kyo chega no jardim e as surpreende*

_ Que gracinha as duas marmanjas!

_ Oras, Kyo, não seja metido a adulto que você não passa dum pirralho!

_ O queeee?? Quem é pirralho aqui?!

*Kana, prendendo o riso, faz sinal pra que os dois parem de discutir*

_ Bom dia! *Tohru aparece sorridente, apesar das olheiras*

_ Bom , Tohru. Olha, eu e a Kana iremos voltar hoje, não sei se você ficará sozinha nesta casa, ou irá para alguma outra. *Kyo, após ouvir as palavras de Mayuko, tenta reprimir seu sorriso e os pensamentos ainda sem sentido que lhe surgiram*

_ Talvez seja mais apropriado eu voltar com as senhoritas..

_ Acho que não vai precisar. *Mayuko interrompe Tohru* Aproveite seus dias de férias, você trabalha e estuda demais Tohru. Esse tempo atoa vai te fazer bem. *Mayuko da um sorrisinho*

#Será que a Tohru vai ficar na mesma casa que eu??# *Kyo pensa sem saber se isso é bom ou ruim*

_ O Senhor Hatori não soube nos dizer que horas o senhor Kureno iria vir nos buscar. Acho melhor já preparar as malas para não atrasar a viagem. *Kana fala meio cabisbaixa com a idéia de ter que voltar tão cedo pra casa* #Será que nem terei chance de me despedir dele? Lá na cidade vai ficar ainda mais complicado de vê-lo... E ainda tinha tanta coisa que eu queria lhe dizer....#

_ Você ta bem, Kana? *Mayuko pergunta preucupada ao ver a amiga olhando para o chão em silêncio*

_ Ah sim, claro! *Kana volta ao seu sorriso habitual* Apenas me destraí por uns instantes.

_ Então vamos arrumar logo essas malas, que sabe não sobra um tempinho pra jogarmos ping pong antes de irmos? *Mayuko vibra com a própria idéia. Tohru, que até então estava destraída prestando atenção no diálogo, procura Kyo com o olhar, e pára quando o acha sentado no canto da varanda*

By Thata Srta Rainey

68

-O que tem para me contar Ayaa???*continua com a cara fechada*

-Bom dia Guretti... Parece que terá o nosso patriarca somente para vc nesses dias... hohoho... *dá uma sorriso bem sacana* Ele vai mandar o Kureno para a sede. Disse que a casa está pequena para todos nós.....

-É mesmo???? *Shigure abre um sorriso*




---2ª casa dos colonos---

-Bom dia... *Diz Hatori a porta*

-Bom dia Hatori *Kana está sentada no jardim*

-A senhorita está muito bem. #na verdade eu gostaria de lhe dizer que ela está linda#

-Obrigada. *Kana lhe dá um sorriso*

-Senhorita Kana, infelizmente vc e a Mayuko terão que voltar hoje. O Kureno está retornando para a sede e é mais seguro que vcs voltem com ele. Lhe pedirei para que a deixe na loja do Ayame.

-É uma pena. Havia imaginado fazer um belo passeio com o senhor. Igual aos que a gente fazia antes... *fica corada de vergonha e Hatori não resiste e lhe faz um carinho*

-Olá Hatori... *Mayu estava escutando e ao ver o carinho que ele estava fazendo nela, sente ciúmes e resolve entrar em cena*

-Bom dia senhorita Mayuko. E a senhorita Honda?

-Está dormindo ainda, passou a noite acordada a conversar com o Kyo no telhado. Que ele goste de um telhado vá lá mas ela??? ahahahahahah

-É incrível como o Kyo se dá bem com ela...

-Sim, eles são grandes amigos. Mas o Yuki tb se dá muito bem com ela. Na escola ficam sempre todos juntos...

-O Yuki e o Kyo juntos??? Quem iria imaginar uma cena como essa antes da Tohru chegar... Foi realmente uma pena que a senhorita não tenha tido mais tempo para conversar com ela. Quando conheci a Tohru ela me lembrou vc *Hatori fica um pouco ruborizado*

#Ainda bem que vamos embora. Não ia agüentar essas ceninha por muito tempo# -E que horas vamos embora???

-Ainda não sabemos, mas o Kureno passará aqui. É melhor que já deixem as malas prontas.. *Hatori se levanta* Tenho que voltar. Mas nessa semana irei até a loja para ver como a senhorita está. Até breve

67


-O Shigure e eu viemos com um dos motoristas da família *Olha para o Hatori que se sente um pouco ofendido por ser chamado de motorista*

-Ah, mas deve haver um carro reserva aqui na fazenda, não?

-O senhor quer ir para algum lugar? Se quiser eu posso lhe levar no meu carro?

-Não. O carro não é para mim. Na verdade vou mandar o Kureno para a sede hoje pela tarde... Como temos poucos quartos, a casa está pequena para todos nós....

-Vou perguntar ao senhor Myamoto, o administrador da fazenda se tem um carro reserva aqui... *Hatori se levanta antes que Akito mude de idéia* #Perfeito! Se o Kureno realmente for embora, peço para que ele leve a Kana e a Mayu, assim não tem como Akito se encontrar com elas aqui. Foi uma pena que os meus planos não sairam como eu os planejei. Mas o mais importante agora é a segurança da Kana#

#Senão fosse pelo Yuki, eu também iria pedir para ir embora, mas não posso deixar o meu irmão sozinho com Akito# -O senhor aceita um pouco de leite?

-hamm?? Não *Akito ainda está pensativa*

-Akito, tem um carro reserva sim. *Hatori retorna com a resposta*

-Então qd o Kureno levantar peça para que ele vá ao meu quarto *Akito se levanta*

-O senhor não quer dar um passeio? A temperatura está agradável? *Pergunta gentilmente o Hatori*

-Não, odeio esses bichos de fazenda. Tudo cheira a esterco! E também não quero me encontrar com aquele monstro e com a horrenda. Não preciso sair. Todos aqueles que amo estão aqui comigo *dá um sorriso para os dois e saí*

-Que alivio! Creio que meu problema está resolvido. Ayame me escreva o endereço da sua loja, vc pode ligar para a senhorita Mine e lhe avisar sobre a chegada da Kana? *fala bem baixinho*

-Já ia lhe telefonar para saber da loja e lhe falo.

*Hatori se levanta e saí da cozinha e se encontra com o Shigure pelo corredor*

-Bom dia Shigure...

-E está bom??? *responde bem secamente o Shigure*

-Pode melhorar essa cara. Vá até a cozinha que o Ayame tem uma novidade *dá um sorriso tímido*

66


-Venha até aqui para que eu possa lhe examinar *Hatori volta para o escritório*

-Só se me prometer que irá me examinar com muito carinho...hohohoho *Aya entra logo atrá*

-Sente-se aí *observa o enorme galo*... Hummmm... Vc gosta mesmo de apanhar do seu irmão né?.... Aya, como o Kureno reagiu ao ver-la ontem??

-HÃ?? Ahhhh vc diz da Tohru e das me..... *Hatori lhe tampa imediatamente a boca antes que ele terminasse a palavra meninas* Ah... Reagiu bem... Ele já sabe que não é mais um segredo para ela *desenha um 'S' no ar e Hatori já deduz que são ELAS*

-Vou pegar um pouco de gelo para abaixar esse galo... *saí em direção a cozinha*

#Como será que está a minha doce florzinha?? Como sinto saudades dela# *Mais tarde vou lhe telefonar, olha perdido pela janela os pássaros a voarem* #Sinto um pouco de inveja do Kureno, como eu gostaria de ser o possuído pelo espírito das aves, assim poderia ir voando ver a minha Mine#

---Na cozinha---
-Bom dia Hatori. *Akito acaba de entrar na cozinha*

-Bom dia, o senhor já está de pé? Está se sentindo bem? *percebe que deve ter dormido tanto qto ele*

-Estou bem. *Akito está mais pensativa do que o normal* Onde o Kureno dormiu???

-No quarto com o Shigure...

-uhmmm.... #acho que não foi uma boa idéia ter o trazido para cá#

-Com sua permissão Akito. Estou cuidando de um ferimento do Ayame e já voltamos para tomar o café da manhã com o senhor....

*Akito se senta a mesa, que está repleta de comida mas não sente animo para comer nada* #Sim, realmente não foi uma boa idéia ter trazido o Kureno, eu poderia aproveitar esses dias aqui para ficar mais próxima do Shigure. Desde que ele saiu da casa sede nunca mais tivemos um momento só nosso, quem sabe se ele passar esse tempo comigo ele não volta a ser como era antes?#

-Bom dia Akito... Como passou a noite???

-Ayame como vc veio para cá?

-Eu??? Bem...*percebe que não pode falar a verdade, afinal ela não sabe que o Hatori já tinha estado na fazenda*

65


---No escritório do casarão---
Hatori olha pensativo para o céu todo tingido, de um laranja tão suave q quase hipnotiza. Pode - se ver q passou a noite toda em claro, pois seu rosto aparenta um cansaço q o deixa com um ar de mais velho..*Hatori dormiu ou pelo menos tentou no escritório do casarão*
- E agora como verei a Kana outra vez sem q Akito sinta a minha falta... estou tão cansado para pensar em alguma coisa.. *De repente ouve-se um barulho e a voz alta de Aya rindo, Tori sai do escritório em direção ao Aya q estava em pé no corredor*
-Minha nossa Aya vc me assustou...
-Bom Dia pra vc tb Tori, como passou a noite?
-Desculpe, Bom Dia Ayame, naum consegui pregar os olhos a noite toda.... e o q vc faz aqui tão cedo? ñ sabia q vc acordava tão cedo assim...
- E naum acordo, eu costumo acordar por volta do meio dia afinal uma pele assim só possui quem tem um bom sono e um amor q zele por vc...
- O q eh isso uma indireta bem direta pra mim? e vc naum me respondeu o q faz aqui fora...
-Naum eh uma indireta e sim uma direta msm, pq naum vai ver a sua amada logo, tenho certeza q ela tb naum deve ter dormido bem, pensando em vc.....Ah e eu estou aki fora pq o meu irmãozinho eh timido demais e me expulsou do quarto quando tentei abraça-lo..
*Hatori olha atônito para o galo na cabeça do Aya e q ele naum havia percebido até entaum...*

By Priscila

64



*As duas estão ocupando um quarto, e a Tohru, está dormindo sozinha no outro*

#Hum.... Será que o senhor Souma ficará bem na presença do senhor Akito? Talvez ele se aborreça porque eu vim também...# *Tohru está sentada na cama, vendo a lua cheia pela janela* #E o senhor Kyo deve estar se sentindo sozinho la na outra casa..#

-> 1ª casa dos colonos

*Kyo, sentado na janela, admirando a lua*
# A lua tá realmente linda hoje. E eu não tô com um pingo de sono...# *Kyo se destrai olhando as outras estrelas*
_ Será que a Tohru... *Percebe que está falando sozinho*
# Tô ficando doido mesmo. Onde já se viu falar sozinho? Acho que vou dar uma volta no jardim#
*Kyo desce pela janela mesmo, e vai caminhando entre o jardim que liga as duas casas dos colonos, quando percebe que está em pé diante da outra casa. Vai passando o olho pela fachada, e vê Tohru na janela, destraida com a lua*
# Como ela fica fofa quando tá distraída... Ei! Que que eu tô fazendo aqui na janela dela?!#

_ Senhor Kyo? *Tohru avista Kyo e o chama baixinho, para não acordar as garotas* Aconteceu alguma coisa?

_ Tô sem sono. *Kyo responde curto e grosso*

_ Eu também estou... Se importa se eu descer um pouco? É que conversar daqui não é uma boa idéia. *Tohru da um doce sorriso, e pára quando percebe Kyo a olhando fixamente. A ficha dele cai e ele responde a pergunta*

_ Desce aí então.

Não há noite que não se acabe num belo amanhecer. Pelo menos, a noite dos dois terminou assim.

*Kyo e Tohru conversaram a noite toda e acabaram vendo o crepúsculo do telhado da casa em que estavam. *
_ Acho melhor a gente descer, senão vai dar problema. *Kyo ajuda Tohru descer do telhado, e se despede dela*

_ Bom dia, senhor Kyo. Valeu a pena ter virado a noite conversando com o senhor! *Tohru acena sorridente. Kyo deixa escapar um sorriso, mas logo se vira e vai embora*

By Thata Srta Rainey

63


_ E então, o senhor patriarca ainda está dormindo? Trouxe meu amado irmão para visitá-lo! *Ayame aponta para Yuki, que lhe responde com um olhar fuzilante*

_ Akito levantou durante a ausencia de vocês e disse que não está disposto a receber visitas por essa noite. *Hatori se levanta do sofá* Agora que já dei o recado, vou me retirar. Boa noite a todos.

_ Ainda bem que ele voltou a dormir.. *Yuki cochicha baixinho* Boa noite, Hatori. Aliás, não tem nada melhor pra fazer aqui do que dormir mesmo. Também vou deitar.

*Kureno já se encaminha para subir*

_Ah, Kureno. *Hatori para e volta a olhar para a sala* Akito incluiu todos quando disse que não queria ver ninguém. *Kureno o olha, e faz sinal de afirmativo com a cabeça*

#Nesta casa só tem 3 quartos. Num dormirá o Ayame com o Yuki. No outro, Akito está dormindo. Eu não acredito que terei que ficar no mesmo quarto que o......# *Kureno imagina já a péssima noite que vai passar. Sobe as escadas com um travisseiro embaixo do braço, e abre a porta do quarto do Shigure*

_ Está acordado? *Kureno pergunta num tom de voz suave, para não acorda-lo caso já esteja dormindo*

_ Kureno? Errou de quarto? *Shigure continua de costas, e responde no seu típico tom de deboche*

_ Não. Ela quer ficar sozinha. No outro quarto estão o Ayame e o Yuki. Terei que passar esta noite aqui. Sei que isso não te agrada nem um pouco, mas se serve de consolo, também não me agrada.

*Shigure vira-se para Kureno, e da um sorriso*
_ Fique à vontade, Kureno. Portanto que você não venha me contar de como são adoráveis suas noites com a Akito..

*Kureno sabe que o sorriso de Shigure é totalmente irônico, e para não criar confusão, arruma seu travisseiro na outra cama e se deita*
_ Boa noite.
_ Boa noite, Kureno.

-> Na 2ª casa dos colonos
_ Até que o senhor Kureno é um homem muito bonito, hien... *Mayuko, de pijama, comenta enquanto arruma sua cama*

_ Que eu saiba, ele é solteiro, Mayu-chan! *Kana responde enquanto da uma risadinha, sentada na cama.*

By Thata Srta Rainey

62


Tohru se espanta e não entende a reação de Kyo*
_ Es.. Está bem! Se o senhor prefere ficar sozinho-

_ Mas eu não prefiro! *Kyo grita, tentando se fazer entender. Tohru olha mais espantada ainda pro Kyo*

_ Aliás *Continua Kyo* eu prefiro ficar sozinho sim. Pelo menos nesses dois dias terei sossego e uma casa só minha.

*Tohru continua não entendendo nada, mas desiste de tentar entender. Todos se despedem e entram no carro*



-> Casa grande, Hatori está na sala fazendo hora, esperando os outros voltarem, e Akito surge no alto da escada.

_ Hatori.

_ Eu já estava subindo para lhe examinar. Estava apenas esperando o Yuki chegar para leva-lo até você.

_ Não será preciso. E eu também não quero ver ninguém. Aliás, quando voltarem de seja lá pra onde foram, diga ao Kureno que arrume outro quarto. Quero ficar sozinho. *Akito se trata no masculino por causa da presença de empregados na casa*

_ O senhor tem certeza? *Hatori percebe que realmente a presença de Shigure meche muito com Akito. Ela, após ouvir as palavras de Hatori, volta para o corredor do quartos, sem dizer uma palavra. Hatori se recosta no sofá enquanto espera. Akito caminha até o quarto de Shigure, e entra em silencio*

#Como ele me diz aquelas coisas e vem dormir como se nada tivesse acontecido? Que espécie de monstro é esse??# *Akito fica em pé na porta, Shigure está deitado, de costas pra ela. Está de olho aberto, mas finge dormir e nem se meche*
#Ele é só mais um idiota. Não sei o que eu, o patriarca da família Souma estou fazendo aqui dentro deste quarto! Se ele achou que eu viria pedir desculpas.. Se enganou redondamente.# *Akito continua em pé na porta, mas morrendo de vontade de se aproximar um pouco mais. De no mínimo, tocar num fio de cabelo dele. Shigure continua imóvel na cama, como se escutasse cada pensamento dela. O transe dos dois é enterrompido com o barulho da porta no primeiro andar*
Haa-san! Voltamos!
*Akito sai do quarto silenciosamente e volta para o quarto dela*

By Thata Srta Rainey

61


-O senhor está bem?? Mal chegou e já veio deitar??

-Vc sabe que eu tenho uma saúde frágil, qualquer viagem me cansa muito. O Hatori já chegou?

-Sim. Foi tomar um banho e me pediu para vim ver como o nosso patriarca estava.

-Ah, vc SÓ veio me ver porque ele pediu?

-Mas é claro que não *Apesar de falar a verdade o seu sorriso saí muito falso*

-E cadê o Kureno? Porque não está aqui no quarto?? *Akito se sentindo provocada e acreditando que o Shigure estava sendo sarcástico com o aquele sorriso, resolve provoca-lo tb* Cadê o Yuki??

-Uiii.... Não aguenta ficar por uns instantes longe dos seus favoritos?? Assim que abre os olhos a primeira imagem que quer ver é o seu Kureno???? Me perdoe se dessa vez, foi obrigado a ver a minha triste figura....*se levanta da cama*

-Espere Shigure! *segura a barra do seu quimonó que o impede de dar mais um passo*

-O que o senhor quer? *Pergunta de costa para Akito e com um tom bem seco na voz*

-Porque quando estamos a sós vc sempre me chama de senhor? Fala como se eu fosse realmente um homem...

-Porque é isso que o SENHOR é para os doze. VC é o nosso PATRIARCA! O Senhor é aquele que é o nosso DEUS. Aquele que tem o direito de ter a TODOS ao seu lado. Vou chamar o Kureno...

*Ao ouvir tal resposta Akito solta o seu quimonó e o Shigure saí do quarto*

---Na sala do casarão---

-Haa-san... cadê o Kureno?

-Foi com o Ayame cumprimentar os outros *Hatori está secando os cabelos com a toalha* E Akito???

-Está bem... Ela que VER o Kureno... Haa-san, não acha melhor o Yuki subir tb? Akito já perguntou por ele, e se não o encontrar aqui ele pode ir até a casa onde a Tohru está....

-Não queria fazer isso com o Yuki. Já o trouxe sem lhe contar a verdade... queria que pelo menos uma noite ele pudesse aproveitar na companhia dos outros....

-Cê que sabe.... Eu vou me deitar! Amanhã será um longoooo dia.

-Oi Ayame, escuta..... Akito quer ver o Kureno e o Yuki.

---2ª casa dos colônos----

-Está bem, já estamos indo! Meu amado irmão passaremos a noite juntos... Akito está esperando por vcs... Nos perdoem, temos que voltar agora. Mas amanhã iremos todos tomar um banho pelad....

-VAMOS LOGO EMBORA ENTÃO! *berra Kyo já a caminho da porta*

-Muito boa noite e até amanhã... Kyo vc ficará bem sozinho na outra casa???? Quer que eu lhe faça companhia??? *pergunta Tohru toda inocente*

-CÊ TÁ MALUCA???? OU O QUE????? *grita o Kyo todo vermelho de vergonha*

60


-Por favor entrem! Vou chamar as senhoritas Mayuko e Kana! *Tohru vai para o fundo da casa, deixando Kureno com uma cara de espanto*

-Kureno, vc não irá contar para Akito, né? Vc sabe que se ele ficar sabendo que o Hatori mentiu, ele ficará muito bravo! Por favor, nos ajude a manter-lo longe da Kana! *Ayame fala em seus raros momentos de seriedade*

-E aí cabeça de mexirica?! Está morrendo de saudades minhas e por isso veio para a fazenda???? *Mayu brinca para tentar disfarsar seu constragimento com relação as crianças*

-Huf! #todos tiraram o dia para me amolar hoje#

-Senhorita Shiraki esse é o senhor Kureno Sohma. A senhorita Kana, vc já conhece, não é? Ela também é uma Sohma. Ambas já sabem da nossa maldição...

*Yuki e Kyo olham apavorados para a Mayu, que percebe o grande mal estar e resolve brincar*

-Qual dos apelidinhos vc prefere Kyo? Kyon-kitty ou BAKA-NEKO??? HAUAHUAHAUAUAHAU... Foi mal... hehehehe... Não precisa ficar me olhando com essa cara de cólera... heheheheh *enxuga as lágrimas que sairam ao ver a cara que o Kyo fez ao ouvir seus infames apelidos* Descupe-me senhor Kureno.... Muito prazer...

-Como vai senhor Kureno? Creio que essa é a primeira vez que tenho a oportunidade de falar com o senhor...

-Vou preparar um chá com bolachas para a gente tomar....


---Quarto onde Akito está dormindo e o Shigure está sentado ao lado da cama a observando---

#Porque será que vc não é sempre assim?? Calma e tranquila? Parece que está feliz... Não está com um sono agitado?# *Shigure não resiste e lhe faz um carinho nos cabelos e ela acaba acordando*

-Oh... Perdão senhor patriarca.... Tinha uma mosca em cima do senhor e ao espanta-la acabei esbarrando na sua cabeça....

-O que vc quer? *Akito se senta na cama e cosa os olhos*

-Nossa?! O senhor durmiu tanto assim para já ter criado uma remela nos olhos????

*Akito não consegue encontrar uma resposta tal pergunta fora de hora e limita-se apenas a olhar para ele com um ar de indignação*

59


- Nossa Yuki como vc cresceu, e então pq naum me apresenta, referindo -se a Tohru q olha encantada para o Kureno.
-Essa é Honda Tohru, o Akito jah deve ter falado dela pra vc.
-Muito prazer senhor Kureno..
-O prazer eh meu senhorita Honda..
-Ora, ora Kureno naum olhe desse jeito pra Tohruzinha, naum vê q Kyon Kitty tah estressadinho.
-Cala a boca seu idiota, pq naum some daki...
- Ui q medinho do Kyon...hihi....Ei onde está a sua etiqueta meu amado irmão, pq naum nos convida para entrar nós estamos congelando aqui fora
-Por mim vc fica congelando aqui. Vamos entrando Kureno..
-Ai meu amado irmão naum tenha medo de estravasar o seu amor por mim, naum seja tímido...hj vou dormir perdinho de vc e nos vamos trocar experiências. Vou lhe contar como foi a minha prim...ui...*Yuki bateu nele de novo e o Kyo tapou os ouvidos da Tohru*
-Pq naum pára de falar besteiras seu maníaco.. e entra logo... #Ainda bem q nunca tive irmãos# pensa o Kyo.

By Priscila

58


*Kyo está tão irritado que nem percebeu que o Kureno estava na parte da frente do carro*

-Boa noite Kyo.

-Hã?!? O que cê tá fazendo aqui Kureno??

-Ele está indo conosco para conhecer a Tohru.

---2ª casa dos colônos: Hospedes, Tohru, Kana e Mayu, e por hora o Yuki tb ---

#é estranho estar com os meus alunos fora da escola, estou um pouco sem-graça# *Mayu está tomando um copo de suco ao lado da porta e vê que um carro está se aproximando*

-Kana, rápido....*coloca o copo sobre a mesa* Há um carro se aproximando! Vamos nos esconder lá fora nos fundos da casa... *puxa a amiga pelo braço*... O senhor Patriarca nem pode imaginar que a gente está aqui.....

*Tohru tenta disfarçar o nervosismo e vai até a porta e observa o carro parando*

-ohohohoh..... Como está ainda mais bela essa noite minha jovem donzela.... Veja que ficar a sós com o nosso amado Yuki lhe fez muito bem....

-COMÓ É??? *Kyo literalmente pula do carro e fica ao lado da Tohru* Cê num se manca né???

-Muito boa noite senhor Ayame *Tohru sorri sem ter entendido nada do que o Aya lhe havia falado antes*

-Boa noite linda dama *Ayame lhe beija a mão* Certamente farei com que esses dois dias sejam inesqueciveis para a senhorita, poderemos amanhã tomar um banho no rio pelad.....

POWWWWW *Yuki nem espera ele terminar a frase e lhe aplica um tapa dos fortes na cabeça*

-Meu amado irmão *Ayame está esfregando a cabeça para a dor passar rápido* Onde estava o meu doce irmão??? Não imagina a minha felicidade por ter aceitado o meu convite. Sim.... amanhã finalmente iremos selar nosso infinito amor fraternal diante do pôr do sol....

-Ayame, primeiramente, não estou aqui por causa do seu convite, mas sim porque a Honda veio e depois....

-Claro... Claro.... O Principe tem que está onde a sua doce princesa está!

-AYAME PARÁ DE FALAR ESSAS BESTEIRAS!!!!!

-Nossa?! Parece que o Kyon-Kitty está com ciúmes.... hihihi....

-Boa noite *Kureno finalmente saí do carro*

-Kureno??? Ah... Boa noite.... *cumprimenta Yuki*

57


*Shigure imediatamente olha para Kureno e coloca o livro sobre a mesa* -Pode deixar Tori, eu faço esse duro serviço para vc e serei muito "cuidadoso" com ela. Vou fingir que sou como os bons samaritanos que ela tanto gosta.... *diz a última frase olhando diretamente para Kureno e caminha para o quarto*

#Serão dois dias infernais. Terei que suportar as diretas e indiretas do Shigure tudo calado. Maldita hora que fiz aquela promessa a Akito# *Kureno vai até a janela*

-Kureno... gostaria de me acompanhar até a casa dos colônos? Vou ver o meu amado irmão e assim vc tb pode conhecer a senhorita Honda...

-Claro. #qualquer coisa é melhor que ficar nessa casa agora#

----- 1ª Casa do Colôno: hospede Kyo, que está arrumando as roupas numa gaveta ----

#Porque será que o Hatori fez questão de trazer a Tohru para cá, mesmo sabendo que o Akito estaria aqui? Depois que ele foi embora, percebi que ela ficou um pouco triste. O que será que ele falou para ela? Porque será que a professora marginal também está aqui? Até que esses dias sem a aula dela não foram nada mal....hihihi... O professor substituto parecia um zumbi#... HAUAHUAHAUAHAUAHU......

-Do que está rindo Kyon-Kitty???? Está tramando a maneira de como irá espiar a senhorita Honda a tomar banho???

VUMMMMM.........VUMMMMMMMMMMMM.......... *o vento canta do lado de fora da casa enquanto o Kyo fica congelado ao ouvir a voz do Ayame*

-Masssss?.... O queeee??..... O QUE CÊ TÁ FAZENDO AQUI MANÉ???? SUMA DA MINHA FRENTE!!!!

-Calma Kyon-Kitty! Assim acabará ficando cheio de rugas antes do tempo....

-PARÁ DE ME CHAMAR ASSIM!!!! EU NÃO SOU KYON-KITTY PO$%$ NENHUMA!!

-Mas que menino da boca suja é essa??? *aguarra o Kyo pelo pescoço levando-o para fora da casa* Vou falar para a senhorita Honda lavar a sua boca com sabão* Abre a porta do carro* Vamos, entre aí.... Vamos ver o nosso amado e idolatrado Yuki *empurra o Kyo para a parte de trás do carro*

-Mas que %&&¨%&! Eu não vou para ¨%#@¨)*& de lado algum!!!