07/11/2009

158


Ao ouvir aquele nome, o homem que tinha acabado de colocar o cigarro na boca fica todo engasgado.

-COF... COF... COF... O QUE DISSE?

-Sim. O pai adotivo do seu filho é o novo patriarca do clã!

-COMO? COMO QUE PODE ISSO?

-EU TAMBÉM NÃO SEI!! O KAZUMA-KUN JÁ ESTÁ ATÉ MESMO MORANDO NA MANSÃO. DISSE QUE TODOS OS DETALHES SERÃO DADOS NA REUNIÃO QUE MARCOU PARA DAQUI A POUCO!

-Eu não estou entendendo mais nada.

-VOCÊ NUNCA ENTENDEU NADA MESMO! SEMPRE FOI UM BURRO! SÓ SABE BEBER E FICAR ATRÁS DE MULHERES.

-Não é bem assim minha tia... É que ontem teve uma festa...

-EU NÃO QUERO SABER DE NADA. SÓ QUERO QUE SE LEMBRE QUE SE HOJE TEM ESSA VIDA TÃO FÁCIL É GRAÇAS A MIM!

O homem abaixa a cabeça e se senta no futon onde até a poucos minutos atrás dormia tranquilamente. A imagem de sua tia tão fora de controle o deixava amedrontado. Na verdade, ele sempre a tinha temido muito.

-O que podemos fazer, minha tia?

-Eu não sei! Mas temos que tira-lo de lá. Ele não pode ficar como patriarca. Será que o Higuchi-kun é capaz de imaginar qual foi a primeira coisa que ele me perguntou?

-hum... Se teria como aumentar ainda mais o que ele recebe por criar um possuído?

-É CLARO QUE NÃO! O KAZUMA-KUN ME PERGUNTOU SOBRE A CARTA DE SUÍCIDO DA EIKO-SAN!

O homem fica pálido ao escutar aquilo.

-Como ele ficou sabendo disso?

-ELE NÃO ME DEU NENHUM DETALHE, APENAS PERGUNTOU SE EU SABIA ONDE ESTAVA A TAL CARTA?

-E o que lhe respondeu, minha tia?

-DISSE NEM SABIA DISSO!

O homem dá um forte soco no tatame.

-QUE MERDA!! POR QUE É QUE AQUELA MALDITA TEM QUE VIR ME ATRAPALHAR NOVAMENTE?

-Acho que finalmente o meu sobrinho percebeu o que está acontecendo! Se o Kazuma-kun descobrir alguma coisa será o seu fim?

-MEU FIM?? SERÁ SOMENTE O MEU FIM, MINHA TIA? NÃO SERIA O NOSSO FIM?

-Eu já sou uma mulher velha, mas o meu sobrinho ainda tem muitos anos pela frente.

-MALTIDA EIKO! MIL VEZES MALDITA!!! ESPERO QUE A SUA ALMA NUNCA ENCONTRE PAZ! SE A DESGRAÇADA TIVESSE PARIDO O RATO TUDO SERIA DIFERENTE!

-Não adianta ficar falando isso agora. Temos que tirar o Kazuma-kun de lá.

-E se a gente falar a mesma coisa para ele?

-Acha que o Kazuma-kun é tão idiota como era a sua mulher?

A velha governanta finalmente se senta no tatame. Ela precisava pensar em alguma coisa e tinha que ser muito rápido.

#Não posso permitir isso. Tudo o que fiz não pode dar em nada. Elas ainda não estão destruídas por completo. Eu quero levar as duas à loucura. Quero ter o prazer de ver aquelas duas cretinas sendo levadas para o mesmo hospício. Só morrerei depois disso.#

-Onde está a Naomi-chan?

-Ela está no hotel como a senhora mandou.

-A traga de volta para cá. Quem sabe ela não consiga se aproximar do Kazuma-kun ou do seu filho e assim a gente descubra alguma coisa. Ela vai ficar trabalhando lá no Dojo.

-Vou buscá-la agora mesmo.

O homem se levanta e começa a se arrumar para sair.

#Ele nunca deveria ter se casado com aquela mulher. Aquela vadia o seduziu e o roubou de mim. Não foi isso que eu sonhei para ele. Eu sempre sonhei que ele se casaria com uma mulher educada e elegante, alguém que estivesse à altura de ser a esposa do patriarca dos Sohmas. Mas a maldita Ren acabou com esse sonho. Como uma simples empregada poderia se casar com o patriarca dos Sohmas? Eles sempre estiveram muito distantes de nós... Empregadas como nós, deveríamos apenas servi-los e amá-los à distância... Eu não desejei que o meu filho se casasse com uma empregada suja como a mãe.#

by DonaKyon

Um comentário:

Knight Beast disse...

Yoko revelou a verdadeira vilã da fic.

Conspirações... encima de conspirações, isso ta ficando interessante.