01/05/2009

76


Hatori caminhava pelo largo e escuro corredor da mansão de Akito. Estava indo para o quarto do patriarca como fazia todas as manhãs. Mas diferentemente do que acontecia nos últimos anos, agora já não caminhava com o mesmo sentimento. Até a pouco tempo, o médico sempre chegava muito apreensivo por nunca saber com qual humor o patriarca iria o receber. Não era como se agora ele o soubesse, mas já não era mais uma tarefa tão pesada como era até a pouco tempo.

O médico caminhava com passos um pouco mais rápidos, mas tentava se segurar o máximo para caminhar como sempre caminhava, não queria que as empregadas da casa começassem a comentar que viram o rapaz correndo pelo corredor. Mas o possuído queria chegar rapidamente até o quarto de Akito para ver como ela estava naquela manhã. Tinha certeza que o passeio do dia anterior tinha mexido com ela. Em sua memória sempre vinha o desespero de Akito.

-Como acha que eu estou me sentindo vestida desse jeito? Acha que eu me reconheço nessas roupas? Eu não sei quem eu sou. Essa não sou eu. Mas eu mesma não sei o que sou. Não sei se sou o patriarca, se sou o kamisama, se sou um homem ou se sou uma mulher, já nem mais sei se ainda sou um ser humano. Eu gostaria de saber quem sou eu..... Gostaria que alguém me disse-se quem realmente eu sou.... Eu realmente gostaria que aparecesse alguém que acabasse com a maldição. Com a maldição de vocês possuídos e com a minha maldição de kamisama. Quem sabe assim eu saberia quem eu sou.....

O médico aperta mais um pouco os seus passos, e ao passar diante da porta da biblioteca escuta um choro um pouco abafado.

#Será que é Akito-san?#

Hatori abre a porta de uma vez, imaginando que poderia ser o patriarca a pessoa que estava chorando, por alguns segundos ele não reconhece a pessoa que estava sentada no chão chorando de uma maneira tão desesperada, mas quando ele vê que era a Kana quem chorava o seu coração acelera e ele corre até a garota.

-Kana?! O que aconteceu?


A garota o olha imediatamente, queria parar de chorar naquele instante, mas lhe era impossível. Ao ver o médico ajoelhado na sua frente o seu coração fica ainda mais dolorido, e ela começa a chorar ainda mais. A dor que sentia naquele momento era algo que parecia que nunca mais iria sair de seu peito.

#Será que Akito-san fez alguma coisa com ela? Isso só pode ter sido coisa do patriarca. Mas por que? Porque depois de tantos anos Akito-san quis se vingar da Kana?#

O médico passa sua mão suavemente nos cabelos loiros da garota. Ter a garota de maneira tão frágil próximo dele faz com que seu coração bata acelerado e as suas pernas tremem um pouco.

#Queria ser capaz de ficar ao seu lado só para que ela nunca mais chorasse em sua vida.#

O toque da mão de Hatori em seus cabelos faz com que Kana levante a cabeça e olha diretamente nos olhos do médico que estava a poucos centímetros dela.

-Dr Hatori, eu te amo. Eu sempre... sempre te amei....

Aquela confissão saia no meio de muita dor e sofrimento. Hatori ao escutar aquilo se assusta e acaba caindo sentado. Ele lhe olha imaginando que a garota tinha recuperado a memória.

-Me desculpe! Deveria ter lhe contado antes que te amava..... mas nunca tive coragem.... desde o primeiro dia em que lhe vi.... desde aquele dia eu me apaixonei por você.

A garota se inclina e tremendo muito, segura o jaleco do médico.

-Me ajude. Me salve!!! Eu não quero me casar com o Tamaki-san. Eu não posso me casar com ele, amando você tanto como eu amo. Por favor, me salve! Fale com Akito-sama também.... Me salve, Dr. Hatori.

Ao escutar o nome do patriarca, o médico segura a garota pelos braços, tentando encontrar algum machucado. Certamente as duas tinham conversado e Akito certamente a teria ferido.

-Onde o patriarca te feriu?

-Akito-sama.... Akito-sama.....

-Vamos Kana, me diga onde está ferida?

-Akito-sama não me feriu....


by DonaKyon

5 comentários:

DonaKyon disse...

Hummm... será que a sensação de que o casal Akito e Hatori roubaram completamente a cena do casal principal da fic é uma impressão apenas minha??

Não se se vcs estão gostando deles, mas confesso que estou amando escrever capítulos desses dois *o*

Adoro quando a fic cria vida própria e os personagens conseguem fazer com que eu me apaixone por eles tb ^^

bjs minna-san :**

Menina disse...

Sabia qeu to com a mesma impressão! ausauhsuahsuash

to a-m-a-n-d-o!

contiunua!

(L)(L)(L)

Akki-Chan disse...

Não tenho nada contra kana.
Mas não pode aceitar que tente afastar a Hatori de Akito.
Não suportaria ver a Akito deprimida...
Espero ver o que sucede.

XOXOXO

Ceci disse...

É, realmente eles estão D:

Mas tá legal =)

Knight Beast disse...

bem de todos os capitulos que estava lendo vejo que o casal que teve mais desenvolvimento foi Akito e Hatori, onde foi explorado ao maximo da personalidade de ambos. Em segundo lugar digo que foi Kyo e Saki, onde o lado improvavel chama atenção de primeira, mas com as semelhanças de passados o fez bastante natural.

Sobre os romances homossexuais bem não tiveram grande sucesso, na minha opinião, Shigure e Ayame foi inteiramente carnal. Yuki e Haru até se superaram um pouco, mas o destaque foi no proprio Yuki. Haru por sua idecisão meio que prejudica a permanencia do casal. Realmente Kyo disputando o Haru não chama muita atenção (chamou naquele evento onde ele o beijou, mas depois disso ficou meio chato).

Enfim essa é a minha opinião, está de parabens pela fic